top of page

Cânion do Xingó

Atualizado: 1 de nov. de 2020


Cânion do Xingó. 📷@snowfabiana19

O Cânion do Xingó, também conhecido como Cânion do Rio São Francisco, é um dos mais famosos do Brasil. Já foi cenário de diversas séries e novelas nacionais. Ele está localizado na Região Nordeste, na cidade de Canindé, no sertão sergipano, a uns 220 Km de distância da capital, Aracaju.


Ele surgiu após o represamento do Rio São Francisco, que nasce no estado de Minas Gerais, percorrendo a Bahia, Pernambuco, Sergipe e desaguando no sul de Alagoas. O "Velho Chico", como também é conhecido, foi represado para a construção da Usina Hidrelétrica de Xingó, na divisa entre Alagoas e Sergipe.


Cânion do Xingó. 📷@snowfabiana19

O cânion é formado por um vale profundo que possui ao todo 65 km de extensão e em alguns pontos o rio pode alcançar a profundidade de 190 metros, e uma largura que varia de 50 a 300 metros. É considerado o 5º maior cânion navegável do mundo.

Cânion do Xingó. 📷@snowfabiana19

Para o acesso aos exuberantes paredões de arenito em tons alaranjados, realçados pelas águas verdes do Rio São Francisco, é necessário se aventurar por um passeio de catamarã em torno de 18 km pelo rio, o que dura em média 3 horas, sendo 1 hora para chegar até o cânion, 1 hora para banho e 1 hora para voltar.


Nesse passeio, é possível observar imagens nas rochas, sendo as principais delas: a Pedra do Gavião, o Morro dos Macacos, a Pedra do Japonês e o Paraíso do Talhado. Quando a embarcação chega à "Gruta Talhada", é possível que os passageiros tomem banho no rio e contemplem mais de perto, por meio de pequenos barcos, os paredões de 30 metros de altura.


Cânion do Xingó. 📷@snowfabiana19

Para os mais aventureiros, é possível explorar a região caminhando pelas belezas únicas em meio à caatinga, conhecer a rica fauna e flora do sertão como o xique-xique, bromélias, mandacarus e visitar os três sítios arqueológicos existentes na região, bem como apreciar a margem sul do "Velho Chico".


Trilha Vale dos Mestres 📷 Shutterstock

Esse caminho, ou trilha, é conhecido como Vale dos Mestres. Apesar de curto, o percurso de apenas 2 Km possui alguns pontos íngremes e acidentados, que compensam o esforço para explorá-los. Os corajosos que o explorarem poderão contemplar as diversas pinturas rupestres do trajeto - segundo os pesquisadores, de 3.000 anos de idade! - e os três sítios arqueológicos que existem na região. O primeiro, com pinturas que representam as mãos; o segundo e o terceiro são gravuras rupestres nas paredes rochosas.

Cânion do Xingó. 📷@snowfabiana19

O nome do vale seria em homenagem a esses "antigos artistas", que seriam os verdadeiros mestres.

O vale é rodeado de cânions e fica sob o leito do Rio Poço Verde, um dos afluentes do Rio São Francisco.

Essa trilha é considerada por alguns visitantes como mística, esotérica e cheia de magias.

Para fazer a trilha, recomenda-se o acompanhamento de um guia especializado que pode passar as informações do caminho, da fauna e da flora da região. E, ao final dessa pequena trilha, é possível relaxar e se banhar nas águas da pequena baía formada pelo Rio São Francisco, conhecida como Lago do Xingó.

Gostou de conhecer mais esse pedacinho do Brasil? Então, curta, compartilhe, comente e nos siga para acompanhar nossas aventuras pelas belezas do nosso País.



18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo